Mudar, por que mudar?

Tempo de leitura: 4 minutos

Já divulguei, mas é um tema muito novo todo dia. Várias pessoas me procuram e trabalho a ideia do recriar. Então, reedito: mudar, por que mudar?

Alguém já se perguntou esta questão ou já ouviu esta pergunta? É melhor ir direto ao ponto, até em time que está ganhando é preciso mudar, vide grandes técnicos de futebol ou mesmo grandes empresas, temos visto enxurrada de novas tecnologias, de novos grupos se unindo etc. Manter sempre a mesma jogada não é bom, todos vão saber… Precisamos surpreender positivamente. Tenho visto muitas questões de pessoas procurando oportunidades, pedindo ajuda e outras se disponibilizando a ajudar, o que é muito válido. As oportunidades existem, porém, às vezes, estão em outro lugar (Estado, área ou País) ou mesmo perto da gente e não conseguimos enxergar, pois muitas vezes estamos focando em outra direção e, neste momento, deixamos de ver…

ball-643109_1280

Por exemplo, no meu caso, eu fiz uma parceria, inclui mais serviços a minha consultoria, através de nova sociedade, e comecei a trabalhar em um novo nicho. Isso também é mudar.

Há muitos profissionais muito bons que focam na questão errada. Se abram.  Mudar muitas vezes é bom, nós somos seres em constante mutação desde o nascimento, precisamos seguir a favor da nossa evolução. Pensem o que podem agregar de novo:

1)     À sua área de atuação. Nós somos os especialistas, conhecemos muito bem a nossa área de atuação. O que podemos agregar à nossa área? Onde tem as melhores oportunidades? Pense, enumere e foque (leia o artigo “Nos desafios da vida seja focado!”). Se entendermos que precisamos de ajuda, é o momento de solicitar um profissional para nos ajudar. Isso é se permitir a fazer o melhor.

2)     Ao seu círculo de amizade e networking. A nossa rede é poderosa, e precisamos aprender a utilizar a rede de uma forma proativa fazendo com que ela trabalhe a nosso favor. Converse, mantenha contato. Seja lembrado;

3)       À sua profissão. O que podemos fazer de novo para ser diferente e surpreender? Tem tempo para ler? Leia. Recomendo estudar sobre Inteligência Emocional e também sobre as novidades na sua profissão e área de atuação. Isso é ser diferente. Procure por algo, mas se atualize.

Falei sobre Inteligência Emocional, que é o ramo da inteligência que foca a inteligência interpessoal e a intrapessoal. Estas duas inteligências estão presentes no dia a dia com todos e com tudo que atuamos. Quando trabalhamos, conversamos ou vivemos nossa vida em torno de 67%, ou muitas vezes mais, das nossas atitudes envolvem comportamentos da Inteligência emocional.  Trabalhar a Inteligência Emocional é mudar você para enfrentar os momentos bons e também os momentos que precisaremos nos redesenhar. É se ajudar a focar.

Ter um tempo para você é também mudar. Confesse, quantos conseguimos dedicar um tempo para especializar você? Isso mesmo, nos melhorar. Isso é surpreender, e também mudar. Focar na sua melhoria interna, para refletir no externo.

Tem um sonho, comece-o, às vezes, comece pequeno, às vezes, comece grande. Tudo depende do seu momento. Surpreenda-se com que você pode fazer quando decide olhar para você mesmo, focado.

Resumindo, mude o foco, questione o que pode fazer de novo para você que pode trazer pontos positivos e coloque em prática. Mudar não precisa gerar medo, precisa enxergar o melhor foco, para mudar da melhor forma.

Quando precisar de ajuda, estou à disposição.

Esta entrada foi publicada em . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *